Gestão Pública News

Geral

Secretário discorda de sobrepreço e vai recorrer para comprar pontes
24 de Junho de 2018 ás 12:47 -

RepórterMT O secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Duarte, disse que discorda dos valores apresentados pelo Tribunal de...

Secretário discorda de sobrepreço e vai recorrer para comprar pontes

RepórterMT

O secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Duarte, disse que discorda dos valores apresentados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em relação a uma licitação para a compra dos chamados “kit pontes” por R$ 202 milhões. O TCE suspendeu o edital e a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) pretende recorrer da decisão.

“Entendemos a posição do TCE, entendemos que melhorias são necessárias no edital, mas não concordamos com aqueles valores apresentados. Nós iremos contra argumentar de forma técnica como sempre fizemos, mas não dá para a gente desistir de um projeto ambicioso como esse”, disse Duarte aos jornalistas, na última quinta-feira (21).

"Não concordamos com aqueles valores apresentados. Nós iremos contra argumentar de forma técnica como sempre fizemos, mas não dá para a gente desistir de um projeto ambicioso como esse”, disse Duarte. Em maio, a conselheira interina Jaqueline Jacobsen Marques suspendeu a licitação por indícios de sobrepreço e no dia 20 de junho o Pleno do TCE homologou a suspensão.  O edital prevê a compra de pontes de concreto para substituir outras de madeira em diversos pontos das rodovias estaduais.

“Mato Grosso não merece que a gente desista. Nós temos 1.200 pontes de madeira no Estado e precisamos de soluções arrojadas e diferenciadas para arrumar estes problemas. Fazendo de uma em uma essas pontes a gente vai levar 200 anos para conseguir atingir a meta”, declarou Duarte.

Um dos apontamentos feitos pelos auditores do TCE é que um edital anterior, cancelado pela Sinfra, previa a compra de 225 pontes a mais por praticamente o mesmo valor que a licitação que foi suspensa pelo órgão.

“Ausência de dados capazes de revelar a autoria de diversas planilhas orçamentárias utilizadas pela Sinfra, para justificar a contração de 300 kits pontes, com valor estimado em R$ 202,3 milhões, as quais, inclusive, encontram-se sem o amparo da correspondente ART, além de que na licitação inicial 05/2017, que foi substituído pelo RDCI 01/2017, o valor era de R$ 201 milhões para a aquisição de 525 kits pontes, o que demonstra uma grande diferença no comparativo entre preços e as quantidades estimadas”, destaca a decisão da conselheira.

A Sinfra rechaça a possibilidade de sobrepreço e afirma que a licitação foi feita com valores praticados no mercado e seguindo a tabela de referência no Brasil, a Tabela Sicro elaborada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Nenhum Comentário

Últimas notícias

  1. TCE multa Luciane Bezerra por contratação irregular; MPE pode abrir investigação

    Justiça

    (14:21) TCE multa Luciane Bezerra por contratação irregular; MPE pode abrir investigação

    OLHARJURÍDICO O Tribunal de Contas do...

  2. Procuradora nega recurso e vereadores podem ser cassados por fraude eleitoral

    Justiça

    (14:16) Procuradora nega recurso e vereadores podem ser cassados por fraude eleitoral

    RepórterMT A procuradora Regional Eleitoral,...

  3. MPE pede afastamento e indisponibilidade dos bens de Soares

    Justiça

    (14:13) MPE pede afastamento e indisponibilidade dos bens de Soares

    MidiaNews   O Ministério Público...

  4. Justiça nega ação para fechar hospital por falta de alvará sanitário

    Justiça

    (14:12) Justiça nega ação para fechar hospital por falta de alvará sanitário

    FOLHAMAX O juiz da Vara de Ação...

Copyright @ Gestão Pública News - 2009 - Todos Direitos Reservados