Gestão Pública News

Copa 2014

Pedro Taques manda fazer “pente-fino” nas obras da Copa
06 de Janeiro de 2015 ás 00:00 -

Obras ficam paradas enquanto não há cronograma e estimativa de custos para a conclusão, diz Oliveira

Pedro Taques manda fazer “pente-fino” nas obras da Copa

CAMILA RIBEIRO DA REDAÇÃO

Conforme determinação do governador Pedro Taques (PDT), o Gabinete Estratégico do Palácio Paiaguás vai fazer um “pente-fino” nos contratos e na execução das obras de mobilidade urbana em Cuiabá e Várzea Grande.

A análise dos contratos e do estágio de execução dos projetos permitirá, segundo o secretário Gustavo Oliveira, que o Governo faça esclarecimentos sobre o cronograma e a estimativa de custos para o término das obras que era previstas para antes da Copa do Mundo, realizada em junho do ano passado.

"Toda a sociedade vai ser esclarecida sobre o estado das obras, pontualmente, sobre os desembolsos já feitos, sobre o cronograma e a estimativa de custos para o término dessas obras" “O governador determinou uma grande auditoria das obras. Ainda não pudemos consolidar todos os trabalhos, mas isso será feito vai ser feito em um curto espaço de tempo. Toda a sociedade vai ser esclarecida sobre o estado das obras, pontualmente, sobre os desembolsos já feitos, sobre o cronograma e a estimativa de custos para o término dessas obras”, afirmou Oliveira.

Apesar de ter assinado, na última semana, o Decreto de n°3, que dispõe sobre medidas para o cancelamento de empenhos e despesas, entre elas a suspensão, por 90 dias, dos pagamentos de obras, o governador Pedro Taques lembrou que os trabalhos já estavam paralisados há muito tempo.

“As obras não ficarão paralisadas, as obras já estão paradas. Todos nós sabemos, por exemplo, que a obra do VLT já sofreu uma desmobilização, as pessoas não estão mais trabalhando em alguns trechos”, disse Taques.

“Além do mais, a previsão é de que, nos próximos 90 dias, teremos o período chuvoso. Nós não vamos pagar e encarecer a obra, antes que nós possamos ter maiores informações a respeito desses contratos”, afirmou.

Contratos

O procurador-geral do Estado, Patrick Atyala, disse que até o dia 31 de dezembro, quase todos os contratos relacionados às obras da Copa encontravam-se praticamente encerrados, sem que grande parte das obras tenha sido concluída.

“Contratos vencidos sem obras significam que deveriam ser abertos novos processos de contratação, mais tempo a ser despendido e, consequentemente, mais recursos públicos a serem gastos”, disse Ayala.

 

"Contratos vencidos sem obras concluídas concluídas significam que deveriam ser abertos novos processos de contratação, mais tempo a ser despendido e, consequentemente, mais recursos públicos a serem gastos" Ainda de acordo com ele, o Governo agiu de forma preventiva, quando publicou o decreto suspendendo todos os pagamentos de contratos firmados pelo Estado na gestão anterior.

“A própria Procuradoria atuou preventivamente, visando a garantir que, pelo menos, esses contratos tenham condições de ser avaliados, para que aí sim, as obras possam ter a sua conclusão permitida”, afirmou Ayala.

“Esse tempo (90 dias) é necessário até para que o gestor tenha segurança, de confirmar o que de fato foi executado. As obras já se encontravam paralisadas há algum tempo, na verdade o prejuízo financeiro ocorreria se esses contratos fossem expirados em 31 de dezembro de 2014”, completou o secretário.  

Nenhum Comentário

Últimas notícias

  1. Projeto do novo fundo chega hoje na Assembleia; pauta travada deve adiar votação

    Política

    (14:57) Projeto do novo fundo chega hoje na Assembleia; pauta travada deve adiar votação

    FOLHAMAX O projeto que prevê a criação...

  2. Riva tenta delação para se livrar da cadeia e MP rejeita por falta de interesse

    Política

    (14:44) Riva tenta delação para se livrar da cadeia e MP rejeita por falta de interesse

    REPÓRTERMT Um documento sigiloso mostra...

  3. MPE investiga ex-servidor que teria se apropriado de R$ 45 mil

    Justiça

    (14:42) MPE investiga ex-servidor que teria se apropriado de R$ 45 mil

    MIDIANEWS O Ministério Público...

  4. CNJ inicia hoje fiscalização ao Tribunal de Justiça de MT

    Justiça

    (14:40) CNJ inicia hoje fiscalização ao Tribunal de Justiça de MT

    O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) inicia nesta segunda-feira (23) a fiscalização ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).

Copyright @ Gestão Pública News - 2009 - Todos Direitos Reservados