Gestão Pública News

Cidades

Leverger sobre em meio aos buracos
14 de Março de 2016 ás 09:52 -

A cidade de Santo Antônio de Leverger, está literalmente no buraco. Da avenida principal, aos principais bairros do município, o que tem em comum é o descaso do poder público.

Leverger sobre em meio aos buracos

 

Da Redação- FOLHAMAX A cidade de Santo Antônio de Leverger, está literalmente no buraco. Da avenida principal, aos principais bairros do município, o que tem em comum é o descaso do poder público.

A realidade dos buracos que tomam conta da cidade de Santo Antônio de Leverger é tão grande, que nem a maquiagem promovida pela Prefeitura conseguiu amenizar o caos na cidade.

Os moradores do bairro Nossa Senhora de Fátima, que fica a menos de 500 metros do prédio da Prefeitura, vivem em pleno abandono, com ruas sem condições de trafegar, com esgoto correndo ao relento, sem iluminação pública, sem as mínimas condições de vida.

“Entra prefeito sai prefeito é a mesma coisa, agora entrou outro prefeito dizendo que tudo ia mudar, o bairro é tão perto da Prefeitura que não precisa de carro para ele vir aqui ver as nossas condições, mas esse deve ser o motivo que ainda não veio, não tem como ele fazer carreata, porque devido a quantidade de buracos que tem no bairro, os carros não conseguem entrar, e andando, ele não vem mesmo, tem muito esgoto correndo nas ruas, você acha que Valdir Castro irá pisar na água suja? Enquanto isso, a população fica aqui, entre esgotos, água parada, mosquito da dengue e animais peçonhentos. A população não é besta, estamos em ano de eleição, não adianta colocar asfalto em um local e fazer propaganda, o povo de Leverger sabe da história deste prefeito”, relatou um morador do bairro Nossa Senhora de Fátima, que temendo a reação da família do prefeito, pediu para não ser identificado.

Os buracos tomam conta da cidade. Até a rua denominada de Sargento Benjamim Pedroso da Silva, onde ficam localizadas as Secretarias de Obras e Vias Públicas e de Promoção Social existem um grande número de buracos.

Na rua 13 de Junho, acesso de uma das principais Escola do município, foi possível verificar que até de bicicleta fica complicado de trafegar. Um morador foi flagrado fazendo malabarismo para passar entre os buracos cheios de água.

As avenidas Santo Antônio e a Prof. Américo Pinto já viraram temas de várias campanhas eleitorais, mas ainda não houve solução.

De acordo com alguns moradores, falar com o poder público municipal não adianta. Segundo eles, a prefeitura quando faz alguma coisa é para atender interesses particulares e com objetivo eleitoreiro, seja dos vereadores, secretários ou até mesmo do próprio prefeito. O Prefeito Valdir Castro (PSD) foi procurado para falar sobre o assunto, mas até o fechamento do material não foi localizado.

Nenhum Comentário

Últimas notícias

  1. Tribunal mantém multas para ônibus de transporte público com problemas técnicos

    Justiça

    (06:48) Tribunal mantém multas para ônibus de transporte público com problemas técnicos

    O Tribunal de Justiça de Mato Grosso negou no mês de dezembro pedido de liminar da Federação das Empresas de Transporte de Passageiros, entidade conhecida como Fetramar, que buscava declarar inconstitucional lei de Cuiabá...

  2. Estado transfere R$ 2,3 bilhões aos municípios em 2017

    Economia

    (06:25) Estado transfere R$ 2,3 bilhões aos municípios em 2017

    O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Fazenda (Sefaz), transferiu de janeiro a novembro de 2017 o valor de R$ 2,36 bilhões às prefeituras.

  3. Valtenir aponta irregularidades e cobra deputados

    Política

    (00:00) Valtenir aponta irregularidades e cobra deputados

    Em mais um episódio da briga entre os antigos membros do PSB e o novo presidente da legenda, deputado federal Valtenir Pereira, o gestor divulgou neste domingo dados de irregularidades da antiga administração do partido.

  4. Governo pagará R$ 50 mi em emendas impositivas de deputados

    Política

    (00:00) Governo pagará R$ 50 mi em emendas impositivas de deputados

    No entanto, ainda faltarão cerca de R$ 75 milhões para sanar o passivo referente a 2017

Copyright @ Gestão Pública News - 2009 - Todos Direitos Reservados