Gestão Pública News

Educação

Jovens e adultos podem se matricular durante todo ano
29 de Fevereiro de 2016 ás 12:49 -

Quem precisa concluir a Educação Básica pode ingressar na rede estadual

Jovens e adultos podem se matricular durante todo ano

DA REDAÇÃO - MIDIANEWS

 

Jovens e adultos que não concluíram o Ensino Fundamental e Médio podem se matricular durante todo ano nos 23 Centros Educacionais de Jovens e Adultos (Cejas) e nas 190 escolas estaduais que contam com turmas de ensino de jovens e adultos (EJA). Os interessados podem optar em estudar nos períodos matutino, vespertino ou noturno, por área do conhecimento, carga horária/etapa, e ainda participar de um curso profissionalizante. Elson Bosco, diretor da Escola Estadual Victorino Monteiro da Silva, no bairro CPA 4, explica que a unidade oferta a modalidade com Ensino Fundamental no período noturno e, geralmente, a procura por vagas cresce após o início do ano letivo, mas logo a busca diminui. “Acredito que as pessoas já têm a sua rotina de trabalho e ficam em dúvida sobre estudar, pois aumenta a carga de atividades. Assim esperam o próximo ano para se matricular”. Acontece que não é preciso aguardar tanto para retomar os estudos nas unidades estaduais. O técnico da Coordenadoria de Educação de Jovens e Adultos da Seduc, Antonio Marcos de Mattos, explica que na EJA os alunos podem realizar a matrícula extraordinária em qualquer época. Isso ocorre porque o ensino é realizado por carga horária/ etapa, modalidade na qual cada disciplina tem uma determinada carga horária e o estudante frequenta as aulas até concluir o necessário para cada uma. Já nos Cejas, a organização do ensino é trimestral e por área do conhecimento (Linguagens, Ciências Humanas e Ciências da Natureza) e as matrículas também podem ser realizadas nos quatros trimestres do ano letivo. Proeja Já o Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja) abrange cursos que proporcionam formação profissional com escolarização para jovens e adultos. A modalidade tem como perspectiva a superação da dualidade trabalho manual e intelectual. “Existe a teoria de que no EJA existem três tipos de público, o jovem que procura a educação com perspectiva de conquistas futuras, os adultos para a realização no tempo presente e os idosos para buscar a cidadania negada na juventude. E o papel da Seduc é atender as peculiaridades e interesses diversos”, afirma o coordenado. Inclusão O secretário-adjunto de Política Educacional, Gilberto Fraga de Melo, argumenta que a melhor forma de levar o adulto de volta à sala de aula e mantê-lo no EJA é por meio do trabalho cooperativo entre unidade escolar e empregadores. Para o gestor, quanto mais integrado esse aluno estiver ao mundo do trabalho, mais ele será incentivado a estudar, ao sentir a necessidade no local de trabalho. Exemplo bem sucedido dessa ação integradora ocorre no Ceja Cleonice Miranda da Silva, em Colíder. Na unidade, o número de alunos matriculados saltou de 218 registrados para 845.  Cláudio Scalon, diretor do Ceja, conta que a grande procura é reflexo do trabalho de visita às empresas realizado pela unidade escolar. “Nós visitamos fábricas, comércios e curtumes e explicamos aos estudantes sobre as modalidades, demonstrando que é possível adaptar o currículo escolar à rotina. Também conversamos com empregadores no intuito de demonstrar o ganho de produtividade com os funcionários incentivados pela formação, além do desenvolvimento social da comunidade a qual pertencem”, explica Cláudio Scalon. A busca da escola para matricular pessoas que precisam terminar a educação básica levou à unidade estudantes de até 80 quilômetros distantes, vindos do distrito de Patrimônio em de Nova Canaã do Norte, e também de Nova Santa Helena, Itaúba e Nova Guarita, além dos adultos de Colíder. Para 2016, além de matricular os estudantes, o objetivo da escola é evitar o abandono da formação. Isso porque no passado o índice de evasão na unidade ultrapassou os 50%. Cláudio conta que um dos planos para incentivar os alunos a continuar frequentando a unidade de ensino é ofertar a modalidade de carga horária disciplina. Provas online As inscrições para as provas online da educação básica, antigo exame supletivo, realizadas pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) podem ser realizadas a partir de março pelo link do “Exame Supletivo Online”. Os interessados em conquistar a habilitação para o ensino fundamental, ensino médio e também a certificação podem se inscrever e a agendar a prova sem nenhum custo. Para realizar o exame são necessários conhecimentos nas áreas de linguagens, ciências da natureza, ciências humanas e matemática. As pessoas com necessidades especiais, no ato da inscrição, devem indicar a adaptação que deve ser realizada nas provas. As dúvidas também podem ser esclarecidas pelo email http://antonio.mattos@seduc.mt.gov.br  ou telefone  65 3613 - 6447/  2521 / 6325 - Fax -3613 6325.

Nenhum Comentário

Últimas notícias

  1. Tribunal mantém multas para ônibus de transporte público com problemas técnicos

    Justiça

    (06:48) Tribunal mantém multas para ônibus de transporte público com problemas técnicos

    O Tribunal de Justiça de Mato Grosso negou no mês de dezembro pedido de liminar da Federação das Empresas de Transporte de Passageiros, entidade conhecida como Fetramar, que buscava declarar inconstitucional lei de Cuiabá...

  2. Estado transfere R$ 2,3 bilhões aos municípios em 2017

    Economia

    (06:25) Estado transfere R$ 2,3 bilhões aos municípios em 2017

    O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Fazenda (Sefaz), transferiu de janeiro a novembro de 2017 o valor de R$ 2,36 bilhões às prefeituras.

  3. Valtenir aponta irregularidades e cobra deputados

    Política

    (00:00) Valtenir aponta irregularidades e cobra deputados

    Em mais um episódio da briga entre os antigos membros do PSB e o novo presidente da legenda, deputado federal Valtenir Pereira, o gestor divulgou neste domingo dados de irregularidades da antiga administração do partido.

  4. Governo pagará R$ 50 mi em emendas impositivas de deputados

    Política

    (00:00) Governo pagará R$ 50 mi em emendas impositivas de deputados

    No entanto, ainda faltarão cerca de R$ 75 milhões para sanar o passivo referente a 2017

Copyright @ Gestão Pública News - 2009 - Todos Direitos Reservados