Gestão Pública News

Tribunais de Contas

Com decisão do STF, Campos Neto assume presidência do TCE
14 de Setembro de 2017 ás 13:43 -

Com o afastamento de cinco conselheiros pelo Supremo Tribunal Federal, inclusive o atual presidente interino, Valter Albano, altera se a composição da diretoria do órgão fiscalizador

Com decisão do STF, Campos Neto assume presidência do TCE

DA REDAÇÃO - PORTALMATOGROSSO

O conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), Gonçalo Domingos de Campos Neto, assumiu há pouco a presidência da Corte de Contas, mesmo contra a vontade dele. É que a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, nesta quinta-feira (14), de afastar os conselheiros José Carlos Novelli, Antonio Joaquim, Valter Albano, Waldir Teis e Sérgio Ricardo - que já se encontrava afastado, alterou a composição da direção da Casa. Pelos critérios do regimento interno do TCE, o conselheiro Gonçalo Domingos de Campos Neto teria o direito a ser o sucessor do conselheiro Antonio Joaquim, uma vez que nunca ocupou o cargo. No entanto, ele não manifestou o interesse em comandar o órgão fiscalizador, abrindo a possibilidade para que Albano – atual vice-presidente, que já foi presidente no biênio 2010/2011, permanecesse no cargo em razão do pedido de aposentadoria de Antonio Joaquim. Ocorre que, com a decisão de Luiz Fux, tudo volta à estaca zero, tendo o atual presidente interino, Valter Albano, sido afastado, e a desistência de aposentadoria de Antonio Joaquim, mas que também não poderá atuar por ora na Corte de Contas. Com o afastamento dos cinco conselheiros e, ainda, com a vacância da vaga do conselheiro aposentado, Humberto Bosaipo, restou ao  conselheiro Campos Neto assumir a presidência interina do órgão,para um mandato tampão e, em dezembro, por conta dos critérios de escolha da Mesa Diretora do TCE, será o escolhido para ficar no cargo até o final de 2019. O tribunal conta, ainda, com sete conselheiros substitutos que podem apenas ocupar as vagas dos conselheiros, sem possibilidade de concorrer à diretoria. Gonçalo Domingos de Campos Neto tem 44 anos e é natural de Várzea Grande. Ingressou no Tribunal de Contas em 02 de junho de 2009, por indicação do Poder Legislativo. No TCE, foi presidente da Primeira Câmara de Julgamento no biênio 2012/2013; presidente da Primeira Câmara de Julgamento no biênio 2014/2015 e preside, atualmente, a Segunda Câmara de Julgamento no biênio 2016/2017. O conselheiro é graduado em Administração com Ênfase em Análise de Sistema; pós-graduado em Gerência de Cidades; pós-graduado em Direito Público com Ênfase em Gestão Pública e aluno do Programa de Qualificação Permanente dos Membros do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso desde 2010. Na carreira política, Gonçalo Domingos de Campos Neto foi vereador por Várzea Grande em 1996; presidente da Câmara de Vereadores de Várzea Grande em 1999; deputado estadual por três mandatos (2000, 2002 e 2006); segundo Secretário da 15ª Legislatura da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça e Redação da ALMT.  

Nenhum Comentário

Últimas notícias

  1. Projeto do novo fundo chega hoje na Assembleia; pauta travada deve adiar votação

    Política

    (14:57) Projeto do novo fundo chega hoje na Assembleia; pauta travada deve adiar votação

    FOLHAMAX O projeto que prevê a criação...

  2. Riva tenta delação para se livrar da cadeia e MP rejeita por falta de interesse

    Política

    (14:44) Riva tenta delação para se livrar da cadeia e MP rejeita por falta de interesse

    REPÓRTERMT Um documento sigiloso mostra...

  3. MPE investiga ex-servidor que teria se apropriado de R$ 45 mil

    Justiça

    (14:42) MPE investiga ex-servidor que teria se apropriado de R$ 45 mil

    MIDIANEWS O Ministério Público...

  4. CNJ inicia hoje fiscalização ao Tribunal de Justiça de MT

    Justiça

    (14:40) CNJ inicia hoje fiscalização ao Tribunal de Justiça de MT

    O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) inicia nesta segunda-feira (23) a fiscalização ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).

Copyright @ Gestão Pública News - 2009 - Todos Direitos Reservados