Gestão Pública News

Política

Base do PSD detona deputados por saída e acusa Taques de esvaziar partido
14 de Março de 2018 ás 13:08 -

DO FOLHAMAX O presidente da AMM (Associação Matogrossense dos Municípios), Neurilan Fraga (PSD), demonstrou irritação...

Base do PSD detona deputados por saída e acusa Taques de esvaziar partido

DO FOLHAMAX

O presidente da AMM (Associação Matogrossense dos Municípios), Neurilan Fraga (PSD), demonstrou irritação com as lideranças que estão se desfiliando do partido para concorrerem nas eleições de outubro por outras siglas partidárias. De acordo com as movimentações de bastidores, o partido, que até início do mês detinha seis deputados estaduais, pode ficar com apenas um ao final da “janela partidária”.

Até o momento, apenas o deputado estadual Leonardo Albuquerque oficializou sua saída do partido. Em ato realizado nesta terça-feira, prestigiado pelo governador Pedro Taques (PSDB), o parlamentar se filiou ao Solidariedade.

Em uma mensagem no aplicativo WhatsApp, o membro da comissão provisória estadual explica que os deputados estão deixando a sigla numa “manobra” orquestrada pelo governador tucano. “Isso faz parte do jogo democrático e do jogo político do governador Pedro Taques no sentido de esvaziar o partido e consequentemente isolar nosso líder Carlos Fávaro”, acredita.

O ex-prefeito de Nortelândia ainda acusa os deputados que entraram no partido sob o convite de Fávaro apenas de usar a sigla. Segundo ele, estes parlamentares não acrescentaram nada a legenda. “Entraram no partido, nenhuma liderança trouxeram, nem mesmo fizeram filiações, sequer de alguns correligionários. Mas, da mesma forma que entraram , estão saindo", desabafou.

Indignado, Neurilan pondera que o momento, apesar de crítico para o partido, pode acabar sendo positivo. Para ele, o PSD “deve sair da sombra, e apresentar para a população o que tem de melhor para a construção de um Mato Grosso novo”. “Não podemos omitir, sob a pena de mais tarde sermos colocados na mesma vala comum, juntos com os incompetentes, descompromissados, irresponsáveis, falastrões, professores de todos , etc”, detona.

Por fim, deixa uma mensagem para os membros que permanecerão na sigla. Segundo ele, não é o momento deles se omitirem, mas sim de participarem do processo político do Estado. “Reergue, levante a fronte, cabaça a pino, passos largos, firmes, destinados sempre à frente. Vamos PSD, você faz parte da história, não se curve perante a ingratidão, a deslealdade de alguns companheiros. Mas, não titubeia sobre o risco de deixar de fazer parte da história política do Estado”, finaliza.

CRISE

A crise no PSD com o governador Pedro Taques iniciou com a movimentação do vice-governador Carlos Fávaro na busca por disputar um cargo majoritário nas eleições deste ano. Fávaro chegou a ser colocado como opção ao Governo do Estado e teria, inclusive, procurado alguns partidos de oposição.

Todavia, mudou de planos com a desistência do ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), em concorrer ao Senado. Ele anunciou eu articularia sua candidatura para o Senado e descartou ser vice de Taques novamente.

Nenhum Comentário

Últimas notícias

  1. STF remete a Justiça de MT processos contra cinco parlamentares

    Justiça

    (12:02) STF remete a Justiça de MT processos contra cinco parlamentares

    Folhamax As ações contra o ministro...

  2. Juízes do TRE anulam cassação de prefeita Lucimar Campos

    Justiça

    (12:00) Juízes do TRE anulam cassação de prefeita Lucimar Campos

    RepórterMT Quatro juízes-membros...

  3. Juiz nega recurso e Mendes e juíza do TRT continuam réus

    Justiça

    (11:59) Juiz nega recurso e Mendes e juíza do TRT continuam réus

    MidiaNews O juiz Raphael Cazelli de Almeida...

  4. Silval entrega que usou Prodeic para pagar dívida de R$ 4 milhões de Daltro

    Justiça

    (11:57) Silval entrega que usou Prodeic para pagar dívida de R$ 4 milhões de Daltro

    RepórterMT Na delação ao...

Copyright @ Gestão Pública News - 2009 - Todos Direitos Reservados