Gestão Pública News

Política

Arquitetaram o enterro da CPI desde o início, lamenta presidente
12 de Março de 2018 ás 13:18 -

DO REPÓRTERMT O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito, o vereador Marcelo Bussiki (PSB) afirmou que desde o início...

Arquitetaram o enterro da CPI desde o início, lamenta presidente

DO REPÓRTERMT

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito, o vereador Marcelo Bussiki (PSB) afirmou que desde o início o vereador Adevair Cabral (PSDB) - relator do processo - juntamente com a base aliada do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) fizeram de tudo para ‘minar’ os trabalhos da comissão.

"Quando assinamos a CPI, eles também assinaram porque já queriam tomar o controle da comissão e realmente conseguiram enterrar a CPI”, declarou Bussiki.

A CPI do Paletó, criada para investigar o suposto recebimento de propina pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), flagrado em vídeo, quando era deputado, recebendo dinheiro do ex-chefe de Gabinete de Silval Barbosa, Sílvio Correa, foi finalizada na sexta-feira (9), após os vereadores Adevair Cabral e Mário Nadaf (PV) aprovarem um requerimento do presidente da Câmara Justino Malheiros (PV) que pedia conclusão da fase de depoimentos e elaboração do relatório final.

 

“O relator não quer nem ouvir o Popó [irmão do prefeito, Marco Polo Pinheiro] que é o dono do instituto de pesquisa [Mark]. Esse movimento de apoio ao prefeito juntamente com o Adevair Cabral e Mário Nadaf coloca em dúvida o relatório do vereador relator porque não quer nem ouvir a defesa do prefeito”, observou Marcelo Bussiki.

 

Bussiki entrou com um mandado de segurança na Justiça com base no regimento interno da Câmara, que determina que somente o presidente da CPI tem autonomia monocrática para deferir ou não requerimentos, no entanto, o relator da comissão conseguiu derrubar a decisão em Plenário.

 

“O Adevair levou essa questão para o Plenário que interpretou que todas as decisões da comissão precisam passar pela análise colegiada e não apenas do presidente. Então perceba que isso foi uma ação arquitetada desde o início da CPI. (...) Quando assinamos a CPI, eles também assinaram porque já queriam tomar o controle da comissão e realmente conseguiram enterrar a CPI”, declarou.

Outra derrota do presidente da CPI do Paletó foi na sexta-feira (09), com a decisão do juiz  J

orge Iafelice dos Santos, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Cuiabá, que indeferiu o pedido eo Bussiki para suspender a decisão dos membros da CPI em finalizar a investigação.

 

Pedido de Malheiros

 

O pedido que “enterrou” a CPI do Paletó foi feito pelo presidente da Câmara, vereador Justino Malheiros (PV), por meio de um requerimento durante oitiva na última quarta-feira (07).

 

“Foram ouvidos os quatros depoentes que estavam deliberados em conjunto, então eu quero propor aos integrantes da CPI, que se estiverem satisfeitos com os depoimentos, que seja encerrada a fase de oitivas e entramos na fase dos relatórios de forma para que a gente possa apreciar até o fim do mês”, disse Malheiros na Tribuna.

Nenhum Comentário

Últimas notícias

  1. Justiça extingue pena de advogado que escondeu processo criminal em MT

    Justiça

    (11:30) Justiça extingue pena de advogado que escondeu processo criminal em MT

    Folhamax O juiz Marcos Faleiros da Silva, da...

  2. Nelson Barbudo já se articula para ser líder da bancada

    Política

    (11:26) Nelson Barbudo já se articula para ser líder da bancada

    GazetaDigital Mesmo sem ainda ter tomado posse,...

  3. Apenas 27 deputados federais foram eleitos com votos próprios em 2018

    Política

    (11:23) Apenas 27 deputados federais foram eleitos com votos próprios em 2018

    PortalMatogrosso A quantidade de eleitos e reeleitos...

  4. Mendes define equipe nesta terça e prepara início dos trabalhos

    Política

    (11:21) Mendes define equipe nesta terça e prepara início dos trabalhos

    MidiaNews O governador eleito Mauro Mendes (DEM)...

Copyright @ Gestão Pública News - 2009 - Todos Direitos Reservados