Gestão Pública News

Política

Arquitetaram o enterro da CPI desde o início, lamenta presidente
12 de Março de 2018 ás 13:18 -

DO REPÓRTERMT O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito, o vereador Marcelo Bussiki (PSB) afirmou que desde o início...

Arquitetaram o enterro da CPI desde o início, lamenta presidente

DO REPÓRTERMT

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito, o vereador Marcelo Bussiki (PSB) afirmou que desde o início o vereador Adevair Cabral (PSDB) - relator do processo - juntamente com a base aliada do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) fizeram de tudo para ‘minar’ os trabalhos da comissão.

"Quando assinamos a CPI, eles também assinaram porque já queriam tomar o controle da comissão e realmente conseguiram enterrar a CPI”, declarou Bussiki.

A CPI do Paletó, criada para investigar o suposto recebimento de propina pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), flagrado em vídeo, quando era deputado, recebendo dinheiro do ex-chefe de Gabinete de Silval Barbosa, Sílvio Correa, foi finalizada na sexta-feira (9), após os vereadores Adevair Cabral e Mário Nadaf (PV) aprovarem um requerimento do presidente da Câmara Justino Malheiros (PV) que pedia conclusão da fase de depoimentos e elaboração do relatório final.

 

“O relator não quer nem ouvir o Popó [irmão do prefeito, Marco Polo Pinheiro] que é o dono do instituto de pesquisa [Mark]. Esse movimento de apoio ao prefeito juntamente com o Adevair Cabral e Mário Nadaf coloca em dúvida o relatório do vereador relator porque não quer nem ouvir a defesa do prefeito”, observou Marcelo Bussiki.

 

Bussiki entrou com um mandado de segurança na Justiça com base no regimento interno da Câmara, que determina que somente o presidente da CPI tem autonomia monocrática para deferir ou não requerimentos, no entanto, o relator da comissão conseguiu derrubar a decisão em Plenário.

 

“O Adevair levou essa questão para o Plenário que interpretou que todas as decisões da comissão precisam passar pela análise colegiada e não apenas do presidente. Então perceba que isso foi uma ação arquitetada desde o início da CPI. (...) Quando assinamos a CPI, eles também assinaram porque já queriam tomar o controle da comissão e realmente conseguiram enterrar a CPI”, declarou.

Outra derrota do presidente da CPI do Paletó foi na sexta-feira (09), com a decisão do juiz  J

orge Iafelice dos Santos, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Cuiabá, que indeferiu o pedido eo Bussiki para suspender a decisão dos membros da CPI em finalizar a investigação.

 

Pedido de Malheiros

 

O pedido que “enterrou” a CPI do Paletó foi feito pelo presidente da Câmara, vereador Justino Malheiros (PV), por meio de um requerimento durante oitiva na última quarta-feira (07).

 

“Foram ouvidos os quatros depoentes que estavam deliberados em conjunto, então eu quero propor aos integrantes da CPI, que se estiverem satisfeitos com os depoimentos, que seja encerrada a fase de oitivas e entramos na fase dos relatórios de forma para que a gente possa apreciar até o fim do mês”, disse Malheiros na Tribuna.

Nenhum Comentário

Últimas notícias

  1. Fux manda para 1ª instância pedido do MBL contra candidatura de Renan

    Justiça

    (17:24) Fux manda para 1ª instância pedido do MBL contra candidatura de Renan

    DA AGÊNCIA BRASIL O ministro Luiz Fux,...

  2. MPE acusa ex-Secopa de direcionar licitação de R$ 100 milhões

    Justiça

    (17:23) MPE acusa ex-Secopa de direcionar licitação de R$ 100 milhões

    MidiaNews O Ministério Público...

  3. TJMT mantém sentença contra agente penitenciário que se apropriou de R$ 777 e celulares de presos

    Justiça

    (17:21) TJMT mantém sentença contra agente penitenciário que se apropriou de R$ 777 e celulares de presos

    Olharjurídico A Segunda Câmara...

  4. Justiça arquiva ação que poderia anular concurso para delegado da PC em MT

    Justiça

    (17:20) Justiça arquiva ação que poderia anular concurso para delegado da PC em MT

    Folhamax A juíza da Vara de Ação...

Copyright @ Gestão Pública News - 2009 - Todos Direitos Reservados