Gestão Pública News

Geral

Agentes penitenciários paralisam atividades por 72 horas em MT
22 de Maio de 2018 ás 13:42 -

RepórterMT Os servidores penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT) vão paralisar as atividades por três dias...

Agentes penitenciários paralisam atividades por 72 horas em MT

RepórterMT

Os servidores penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT) vão paralisar as atividades por três dias após o Governo Estadual recusar a atender as reivindicações pleiteadas pela categoria. De acordo com o Sindspen, a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh-MT) entregou uma ata na última semana pontuando as medidas que serão acatadas e a maioria não atende aos pedidos dos servidores.

 

De acordo com a assessoria de imprensa do Sindspen, o Estado agiu com descaso a respeito das propostas, ao oferecer o reajuste do adicional de insalubridade em duas vezes, sendo 50% em 2018 e 50% em 2019, desde que a categoria abra mão do retroativo.

“A categoria dos servidores penitenciários considera que o governo fez pouco caso das demandas, não tomando nenhuma providência seja nos itens que necessitam de recurso ou apenas de vontade política”, disse a assessoria.

 

Os servidores penitenciários não concordaram em desistir de receber os atrasos e ainda exigem a extinção do cargo de assistente penitenciário, o auxilio-fardamento, isenção de ICMS na aquisição de armamento, quebra de interstício para progressão de nível e aproveitamento de tempo de serviço no executivo e concurso público.

 

“A convocação dos aprovados no último concurso público também teve relevância no debate e o Sindspen vai enviar um estudo para o Governo informando o quantitativo necessário de servidores a serem nomeados”, explicou a assessoria.

Diante da situação, como forma de protesto a inércia das pautas de reivindicações, a classe penitenciária deliberou por fazer uma paralisação das atividades por 72 horas, nos dias 25, 26 e 27 de maio.

 

Outro lado

Por meio de nota, a Sejudh afirma que as tratativas não foram cessadas e que está tomando as medidas cabíveis para evitar a paralisação, que segundo o Estado é injustificável.

 

Leia a nota da Sejudh na íntegra

Em relação à paralisação anunciada pelo Sindicato dos Servidores do Sistema Penitenciário para esta semana, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos informa que está tomando as medidas cabíveis, pois entende que as pautas alegadas estão em andamento não se justificando, portanto, a realização do movimento paredista.

As portas da secretaria sempre estiveram abertas para debate das demandas da categoria e por isso, tal movimento causa estranheza à gestão da Sejudh.

 

Nenhum Comentário

Últimas notícias

  1. Secretário da AL afirma que servidor está vivo; filho critica MPE

    Justiça

    (14:29) Secretário da AL afirma que servidor está vivo; filho critica MPE

    MidiaNews O secretário de Gestão...

  2. Justiça impede Arcanjo de viajar todo mês para Rondonópolis

    Justiça

    (14:28) Justiça impede Arcanjo de viajar todo mês para Rondonópolis

    MidiaNews O juiz Wladys Roberto do Amaral, da...

  3. Justiça manda penhorar bens do PT de MT por dívida de R$ 544 mil

    Justiça

    (14:25) Justiça manda penhorar bens do PT de MT por dívida de R$ 544 mil

    Folhamax A juíza da 5ª Vara Cível...

  4. Sinfra recorrerá contra suspensão pelo TCE de licitação irregular de R$ 202 milhões

    Justiça

    (14:24) Sinfra recorrerá contra suspensão pelo TCE de licitação irregular de R$ 202 milhões

    Olharjurídico O secretário de...

Copyright @ Gestão Pública News - 2009 - Todos Direitos Reservados