Gestão Pública News

Justiça

Agência aciona Justiça e cobra R$ 670 mil de deputado e PSDB de Cuiabá
09 de Outubro de 2018 ás 10:13 -

Folhamax Uma agência de publicidade entrou com ação judicial contra o PSDB de Cuiabá e o deputado estadual Wilson Santos...

Agência aciona Justiça e cobra R$ 670 mil de deputado e PSDB de Cuiabá

Folhamax

Uma agência de publicidade entrou com ação judicial contra o PSDB de Cuiabá e o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) por causa de uma dívida de R$ 535 mil referentes aos serviços prestados na campanha eleitoral de 2016, quando o tucanoo disputou a Prefeitura de Cuiabá, chegando ao 2º turno. À época, Wilson foi derrotado pelo atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

O valor já está corrigido em R$ 670 mil. A ação foi protocolada na Justiça Cível de Cuiabá no dia 1º de outubro.

 

De acordo com os autos da ação ao qual o FOLHAMAX teve acesso com exclusividade, os serviços da agência foram contratados pelo valor de R$ 215 mil, cujo pagamento foi dividido em duas parcelas. A primeira no valor de R$ 65 mil teve vencimento em 5 de setembro de 2016 e a segunda no valor de R$ 150 mil, com o vencimento em 30 de setembro daquele mesmo ano.

Porém, ao garantir votos para disputar o segundoº turno daquelas eleições, o então candidato teria firmado informalmente um acordo, sem a formalização por meio de contrato, no valor de mais R$ 385 mil, totalizando os serviços em R$ 600 mil por toda a campanha. “Contudo, dos valores contratados, apenas foi adimplido o valor de R$ 65 mil, correspondente à NF 2550, restando inadimplidos todos os demais valores. A coligação Eleição 2016 Wilson Pereira dos Santos Prefeito notificou a autora reconhecendo a dívida remanescente no total de R$ 535 mil relativa à prestação de serviços realizados durante as eleições 2016”, diz trecho da peça.

A dívida então foi transferida para o Diretório Municipal do PSDB, responsável pelas dívidas, uma vez que o CNPJ criado para a eleição de Wilson deveria ser extinto, atendendo à legislação eleitoral. Com isso, alega a empresa, o débito foi parcelado em cinco parcelas iguais de R$ 107 mil, cada uma, com vencimentos entre janeiro e maio de 2017, que não foram quitados.

No processo, a empresa pede que o partido e o candidato liquidem o débito, sendo este atualizado com juros de mora de 1% ao mês, devido ao atraso, além de ser atualizado monetariamente, de acordo com o Índice Nacional de Preços e Serviços. Atualmente, a dívida está no montante de R$ 669.616,28 mil, sendo a 1ª parcela no valor de R$ 134.759,08 mil; a segunda parcela no valor de R$ 134.195,45 mil; a terceira prestação, por sua vez, já soma o valor de R$ 133.874,16 mil; a quarta parcela está atualizada em R$ 133.447,13 mil; e, por último, a quinta parcela hoje soma o valor de R$ 133.340,46.

Além de pedir o pagamento da dívida, a empresa ainda pede que o deputado e o partido sejam condenados ao pagamento das custas judiciais e honorários advocatícios, calculados em 20% do valor da condenação. Wilson Santos foi reeleito para Assembleia Legislativa no último domingo com 14.855 mil votos.

 

Nenhum Comentário

Últimas notícias

  1. Justiça extingue pena de advogado que escondeu processo criminal em MT

    Justiça

    (11:30) Justiça extingue pena de advogado que escondeu processo criminal em MT

    Folhamax O juiz Marcos Faleiros da Silva, da...

  2. Nelson Barbudo já se articula para ser líder da bancada

    Política

    (11:26) Nelson Barbudo já se articula para ser líder da bancada

    GazetaDigital Mesmo sem ainda ter tomado posse,...

  3. Apenas 27 deputados federais foram eleitos com votos próprios em 2018

    Política

    (11:23) Apenas 27 deputados federais foram eleitos com votos próprios em 2018

    PortalMatogrosso A quantidade de eleitos e reeleitos...

  4. Mendes define equipe nesta terça e prepara início dos trabalhos

    Política

    (11:21) Mendes define equipe nesta terça e prepara início dos trabalhos

    MidiaNews O governador eleito Mauro Mendes (DEM)...

Copyright @ Gestão Pública News - 2009 - Todos Direitos Reservados