Gestão Pública News

Saúde

Aberto prazo de solicitação de medicamento para infecção respiratória em crianças
19 de Janeiro de 2016 ás 11:30 -

Os pedidos devem ser encaminhados pelos médicos pediatras

Aberto prazo de solicitação de medicamento para infecção respiratória em crianças

DA REDAÇÃO - MIDIANEWS

Já está aberto o prazo para solicitação do medicamento Palivizumabe utilizado na prevenção de infecção grave causada pelo vírus sincicial respiratório (VSR), em pacientes pediátricos. O medicamento está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de processo administrativo. Os pedidos devem ser encaminhados pelos médicos pediatras,por meio das unidades de saúde, para o Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE), unidade da Secretaria de Estado de Saúde. As requisições serão analisadas pela equipe do CRIE que também autoriza e agenda a aplicação do insumo. O prazo para protocolar a solicitação teve início em janeiro e segue até 15 de julho de 2016. Segundo o protocolo de uso, descrito na portaria 522/2013 do Ministério da Saúde, crianças prematuras com cardiopatia congênita ou doença crônica da prematuridade estão dentro dos critérios para receber as doses do medicamento. Essas crianças receberão o aviso de agendamento para receber a medicação em um dos polos de aplicação. O VSR é um dos principais agentes etiológicos das infecções que acometem o trato respiratório inferior, sendo responsável por até 75% das bronquiolites e 40% das pneumonias. Caracteriza-se, fundamentalmente, por sua sazonalidade, com diferenças no padrão de circulação do vírus, dependendo da região/país. Em Mato Grosso, o período de circulação do vírus se estende durante os meses de abril a julho. O fornecimento e aplicação do Palivizumabe ocorrerão a partir de março, um mês antes do início da sazonalidade do vírus, até o mês de julho. A administração do medicamento não será estendida fora desse período. Polos de aplicação ambulatorial Além de Cuiabá, foram descentralizados polos de aplicação para três outras regiões de saúde: no CRIE em parceria com a Santa Casa de Misericórdia da capital; Cáceres - Hospital Regional ou Hospital São Luiz; Rondonópolis - Pronto Atendimento Pediátrico, extensão do Hospital Municipal Dr. Antonio dos Santos Muniz; Sorriso - Hospital Regional. Aplicação intra-hospitalar Confira os polos na região metropolitana: UTI Neonatal do Hospital Geral Universitário; UTI Neonatal dos Hospital Jardim Cuiabá; UTI Neonatal do Hospital Santa Rosa; UTI Neonatal do Hospital e Maternidade Femina; UTI Neonatal do Hospital Santa Helena; UTI Neonatal do Hospital Universitário Júlio Muller; UTI Neonatal da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá; UTI Neonatal do Hospital e Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande. No interior são: UTI Neonatal do Hospital Regional de Sorriso; UTI Neonatal do Hospital São Luiz de Cáceres; UTI Neonatal da Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis. Para mais informações e acesso à guia de solicitação do Palivizumabe acesse o site da SES: http://www.saude.mt.gov.br/informe/459  

Nenhum Comentário

Últimas notícias

  1. Tribunal mantém multas para ônibus de transporte público com problemas técnicos

    Justiça

    (06:48) Tribunal mantém multas para ônibus de transporte público com problemas técnicos

    O Tribunal de Justiça de Mato Grosso negou no mês de dezembro pedido de liminar da Federação das Empresas de Transporte de Passageiros, entidade conhecida como Fetramar, que buscava declarar inconstitucional lei de Cuiabá...

  2. Estado transfere R$ 2,3 bilhões aos municípios em 2017

    Economia

    (06:25) Estado transfere R$ 2,3 bilhões aos municípios em 2017

    O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Fazenda (Sefaz), transferiu de janeiro a novembro de 2017 o valor de R$ 2,36 bilhões às prefeituras.

  3. Valtenir aponta irregularidades e cobra deputados

    Política

    (00:00) Valtenir aponta irregularidades e cobra deputados

    Em mais um episódio da briga entre os antigos membros do PSB e o novo presidente da legenda, deputado federal Valtenir Pereira, o gestor divulgou neste domingo dados de irregularidades da antiga administração do partido.

  4. Governo pagará R$ 50 mi em emendas impositivas de deputados

    Política

    (00:00) Governo pagará R$ 50 mi em emendas impositivas de deputados

    No entanto, ainda faltarão cerca de R$ 75 milhões para sanar o passivo referente a 2017

Copyright @ Gestão Pública News - 2009 - Todos Direitos Reservados